sábado, 20 de agosto de 2011

Projeto Exodus - um Mundo para Todos


Luís A. W. Salvi, Ed. Agartha, 316 páginas, R$ 45,00 

Um Novo Espaço para um Novo Tempo
O Projeto-Exodus é uma fórmula estratégica de aproveitamento de todos os sonhos desenvolvidos por estas gerações e a organização de seus saberes transformadores –política, arte, saúde, agricultura, economia, etc.–, atados com um nó de arco-íris como uma contribuição especial –o Projeto em si–, como forma de alcançar um mundo para todos.
Fruto direto do ideário tradicional da Religião da Civilização e das iluminadas Ciências dos Manus, consiste também na percepção da dinâmica espaço-temporal da história nacional, inserida no contexto global. Visando entrever caminhos potenciais e planejar o que pode suceder de melhor para solucionar os problemas e alcançar os patamares necessários de evolução.
.
clique na imagem para ver maior
PEDIDOS
HOME

domingo, 7 de agosto de 2011

O Livro dos Códices


NO PRELO
.
Este rico trabalho ecumênico e de “tradições comparadas”, procura estender um amplo quadro de comparações entre os sistemas cabalísticos, os programas iniciáticos e os ciclos calendáricos dos antigos meso-americanos, com aqueles similares ou análogos empregados pelos expoentes da cultura universal e de outras Civilizações antigas desenvolvidas em linhas similares. Neste caso, a recorrência será mútua e enriquecedora, abrindo em muitos casos campos insuspeitos em cada lado das investigações. A contribuição de América antiga para a Cultura Universal, revela-se decisiva e culminante em todos os sentidos.
Ingressamos no estudo dos Códices através do magnífico quadro-calendário intitulado “A Pedra do Sol”, a qual não seria propriamente um Códice escrito, mas sim uma grande escultura circular com 3,5 metros de diâmetro contendo o mais completo registro da evolução cósmica existente no mundo inteiro; devido a quê, chamamo-la também de “O Livro do Tempo” ou “O Livro da Vida”.
.
clique na imagem para ver maior

domingo, 31 de julho de 2011

A Astrologia Oculta


Luís A. W. Salvi, Editorial Agartha, 2011, 380 p., R$ 50,00 
.
As páginas acerca das evoluções superiores e suas hierarquias, constituem um dos mais fascinantes e misteriosos temas encontrados nos anais do conhecimento ocultista, e proporciona ao pesquisador uma precisa compreensão da verdadeira estrutura do Universo e de seu conteúdo evolucionário. Quando imaginamos suas constituições múltiplas, nos deparamos com um verdadeiro sistema de engrenagens cósmicas de variadas dimensões, funções e poder. Ali, tudo é movimento, ritmo e expansão; ciclos infindos gerando relações de multiplicação e síntese, dialeticamente, num constante processo de criação e transformação. Deste modo, aprendemos que a evolução na Terra é fruto desta verdadeira rede de influências que principia em fontes ignotas e participa, pela ação de Intermediários Cósmicos, através de um Plano de evolução dotado de dimensões dificilmente concebíveis na sua integridade; mesma para entidades de evolução superior.
A Formulação do Horóscopo Esotérico de que também trata amplamente esta obra, visa estender ao iniciado o manejo destas energias na sua vida.
.
Clique na capa para ver maior
HOME

Mandala & Yantras - Roteiros da Consciência


Luís A. W. Salvi, Editorial Agartha, 2011, 380 p., R$ 50,00
.
É difícil deixar-se de seduzir pela beleza e pela harmonia das mandalas, e tem sido verificada a amplitude do seu uso, na cura, na arte e na espiritualidade. A sua simples contemplação, já teria efeito terapêutico e até espiritual, porém muito mais pode ser oferecido no estudo das suas estruturas e, a partir disto, na compenetração dos seus conteúdos.
Por isto, os mandalas e yantras devem ser vistos antes como verdadeiros programas existenciais, pragmáticos, e como tudo o mais que existe dentro do campo do esoterismo, somente tem um uso mais significativo na mão de um guru realizado, em benefício daquele que busca evoluir.
Assim sendo, o tema da iniciação deve se profissionalizar em definitivo, como forma de alcançar a maior das conquistas humanas, que é a iluminação e a sua decorrência: a imortalidade, meta suprema da condição humana. Mais que uma experiência mental ou consciencial, a iluminação é uma experiência absoluta que une céu e terra e revoluciona para isto todas as estruturas humanas, mesmo as físicas.
Este volume também se oferece como tema de disciplina esotérica, de sorte que após estudar a geometria sagrada, e depois avaliar a natureza geral dos ciclos e das mandalas, o leitor poderá adentrar na prática esotérica das mandalas e dos yantras.
.
Clique na capa para ver maior
PEDIDOS
HOME

Profetismo & Estratégia Social


Luís A. W. Salvi, Editorial Agartha, 2011, 416 p., R$ 55,00
.
Nas últimas gerações a juventude sonhou muito e belamente, encon-trando todavia dificuldades intransponíveis para alcançar os seus sonhos. Com isto, ela também aprendeu que uma coisa é sonhar, e outra muito diferente é realizar os seus sonhos. O mesmo se poderia dizer dos movimentos sociais de caráter revolucionário, que derramaram um impensável sangue humano, em nome de sonhos que se revelaram em pouco tempo da mesma forma insustentáveis. E a grande lição a ser tomada disto, é que a única maneira de viabilizar um grande sonho, é alcançando incluir a todos nele. E neste “todos”, entram não apenas todas as classes sociais -o que já representa um desafio humano considerável-, como também todos os reinos de evolução, isto é: a divindade, a hierarquia -ou seja: as chamadas “Forças da Providência”-, além da própria humanidade e toda a Natureza, e incluindo tudo isto de uma forma realmente literal, visando assim fornecer as bases, os meios e os fins para uma evolução dinâmica e integral do ser humano. Afinal, é como diz o ditado: “O homem propõe, Deus dispõe.” Ou senão, biblicamente: “Os caminhos do homem a Deus pertencem.”
A síntese do profetismo, é o próprio amadurecimento do alternativismo, atendendo o chamamento para buscar novos lugares centrais, e à mensagem de uma nova era de paz, amor e ecologia. O profetismo é a síntese das aspirações destas gerações, é a resposta ao clamor inexpresso da humanidade, a refundação das bases da cultura, de dimensão verdadeiramente ontológica e universal. Todos aqueles que almejam ser coerentes com esta época do mundo, devem investigar o profetismo tradicional e sempre renovador, assim como as respostas que invariavelmente traz para os maiores desafios da humanidade e do planeta...
.
Clique na capa para ver maior
PEDIDOS
HOME

Brasil: o Livro do Tempo


Luís A. W. Salvi, Editorial Agartha, 2011, 436 p., R$ 60,00
.
O Brasil é em si um universo, um país que comporta realidades múltiplas, completamente diferenciadas entre si. Cada região representa, por si só, um grande reino, rico em história, diversificado em natureza e matizado por diferentes etnias. Por sua dimensão geográfica, sua especial formação histórica e sua complexidade racial, ao mesmo tempo em que se constitui um todo, o Brasil é como um grande livro que apenas pode ser lido aos poucos, página por página.
Apenas o tempo pode realmente decifrar seus mistérios e contar sua história, e por tudo que é possível estimar que há de acontecer nestas terras, esta história está apenas começando, apesar de ser apenas uma nova história, sobre tantas outras passadas. É esta nova, jovem história, todavia, que nos propomos contar, sem temer semear os sonhos que sedimentam os seus passos futuros, entrevistos não tanto em nossos próprios desejos, mas sim nos próprios ideais dos povos, incrustrados com linhas várias no próprio tecido do tempo.
Apenas o tempo pode realmente decifrar seus mistérios e contar sua história, e por tudo que é possível estimar que há de acontecer nestas terras, esta história está apenas começando, apesar de ser apenas uma nova história, sobre tantas outras passadas. É esta nova, jovem história, todavia, que nos propomos contar, sem temer semear os sonhos que sedimentam os seus passos futuros, entrevistos não tanto em nossos próprios desejos, mas sim nos próprios ideais dos povos, incrustrados com linhas várias no próprio tecido do tempo.
BRASIL: O LIVRO DO TEMPO é, basicamente uma análise da história brasileira segundo a sua evolução sócio-regional cíclica, assim como um breve tratado aplicado de filosofia política & ciências sociais. É um livro que tem a virtude de conferir maior visibilidade aos vários Brasís, enfatizando a natureza social e a personalidade histórica cada região, ou numa palavra, a sua mais lídima vocação.
Com sua abordagem pró-regionalista, esta obra pretende também apurar a consciência regional e acelerar as medidas necessárias à sua organização política, como uma esfera específica de poder, como é uma das propostas ou pilares deste trabalho.
Neste sentido, esta é uma obra francamente milenarista, que prevê a Civilização sequer a longo prazo, mas para a Eternidade mesmo.
.
Clique na capa para ver maior
PEDIDOS
HOME

A Árvore da Tradição


Luís A. W. Salvi, Editorial Agartha, 2011, 364 p., R$ 50,00
.
Através de experimentos como as missões jesuíticas e realizações de vulto como suas lutas-de-emancipação, além de projetar grandes nomes na História, organizar uma economia próspera e soberana, e ainda emergir como um celeiro de vocações políticas e religiosas, a cultura gaúcha tem se destacado no cenário mundial, continental e nacional por suas especiais capacitações ao universal, emergindo nos tempos modernos que é o seu verdadeiro tempo como uma sociedade pluripotencializada, dotada de plena capacidade para gerir a civilização ou, para usar uma expressão clássica, de manifestar o dom do mundo.
Não obstante, surge neste mundo em transformação, e como é natural, a preocupação com a preservação das "raízes" culturais, chamada algo equivocadamente de "tradição". Aplicar o termo "tradição" apenas no sentido de ethos (costumes), é uma clara redução do termo. É preciso contrastar a expressão, contra o seu pano-de-fundo universalista mais amplo, aquele pela qual a humanidade já praticou ou pelo menos idealizou a civilização em todas as épocas.
Ora, à luz da filosofia tradicional, é preciso entender a "tradição" como sendo não somente “raízes”, mas de fato toda uma árvore o conjunto de uma cultura, portanto. De outro modo, aquilo que teremos é uma tensão permanente entre passado e futuro, uma esquizofrenia social e um conflito entre o rural e o urbano. Sem o refinamento geral e a abertura multinível ao universal, este impasse nunca será ultrapassado.
.
Clique na capa para ver maior
PEDIDOS
HOME

A Pedagogia Áurea


Luís A. W. Salvi, Editorial Agartha, 2011, 368 p., R$ 50,00
.
Foi dito por uma moderna pitonisa, que na Nova Era a iniciação será chamada simplesmente de... educação! Tal coisa corresponde rigorosamente ao ponto-de-vista das Sociedades Tradicionais, e não seria outro o espírito que permeia a presente obra. Basta ver que, no Brahmanismo antigo, foi instituído o sistema de educação permanente do qual até hoje perduram traços na cultura indiana, como base da sua grande ortodoxia social.
A exploração da pedagogia pode ser muito criativa, sob os entornos da Tradição de Sabedoria, que disseca e analisa os elementos da evolução, encontrando sempre recursos renovados que terminam por oferecer quadros de grande transparência e aplicabilidade.
A presente obra traz uma síntese entre conceitos tradicionais, comumente envoltos no rol da mística, e as novas práticas da ciência. Esta confluência se revela particularmente fecunda, porquanto estamos num ponto em que a ciência apenas não progride, por lhe faltar recursos técnicos e até novas linhas de investigação. O século XX trouxe sérios impasses à cultura ocidental, apontando caminhos estonteantes para aquela ciência cartesiana e absolutamente materialista de então.
Contudo, para os místicos, o que se passou a ver a partir de então, foi um redirecionamento de cursos, e a promessa de novas confluências. A ciência voltaria a cotejar a metafísica. Porém, o que não se percebe claramente ainda, é que os próprios saberes tradicionais também devem fazer a sua parte, despindo-se de dogmas e prepararando-se para voltar a debutar na vida.
É isto o que oferece então esta obra, onde a rigidez das formas e cânones tradicionais, escapam airosamente de seus padrões convencionais, para reencontrar e celebrar toda a existência, vindo assim a permitir novas bodas eternas para todos; tal como seria, senão desde sempre, ao menos de início a sua verdadeira vocação.
.
Clique na capa para ver maior
PEDIDOS

A Aurora do Novo Mundo


Luís A. W. Salvi, Editorial Agartha, 2011, 368 p., R$ 50,00
Prefácio de José Arguelles
.
A cultura dos povos de Anahuac (Meso-América) guardava o último sopro de uma tradição solar que remontava a muitas eras, preservando em seus templos e instituições, documentos vivos de uma idade áurea pela qual o homem já tinha passado um dia.
Cada um de seus códices, guardavam um mundo próprio de conhecimentos e um universo a ser conquistado de forma sábia e meticulosa, através de muita ciência e cultura, discernimento e dedicação.
E com isto, eles construíam uma a uma as suas instituições, caminhos solares pelos quais ascendiam em uma verdadeira "escada de arco-íris" até prostrar-se diante da glória do próprio Sol, o Logos Divino que a tudo ilumina desde o seu lugar secreto...
Como rezam todas as Profecias, é chegada a época das Revelações. O novo ciclo mundial requer amplo conhecimento das coisas sagradas, de modo que os recursos da Tradição de¬vem estar disponíveis. Por isto abrem-se as Revelações finais, para que todos tenham ciência dos tempos chegados.
E neste aspecto, o propósito básico deste Livro, será afirmar a verdadeira natureza da História, em suas diferentes divisões e características cíclicas, ao menos naquilo que diz respeito aos ciclos cujo conhecimento se apresenta essencial, a fim de se aplicar a medida certa no lugar correto, alcançando assim o estabelecimento da Ordem Universal e da Justiça em todos os seus níveis.
Focaliza também a presente transição, chamada de “Idade do Diamante” em diversas tradições, e que nas presentes circunstâncias visa fomentar a condição Hansa, que é a terceira iniciação ou “iniciação solar”, a fim de recapitular a evolução árya e possibilitar, assim, a entrada de uma nova energia no mundo, uma vez chegada a nova raça (demarcada pelos maias para a data de 2012), sobre as bases antigas devidamente reassentadas.

Clique na capa para ver maior
PEDIDOS
Home

A Reconstrução do Éden


Luís A. W. Salvi, Editorial Agartha, 2011, 420 p., R$ 55,00
.
Existe uma palavra de ordem em nossos dias, e esta palavra é: restauração. E isto por duas razões de certa forma opostas, mas complementares: vivemos num mundo que se encontra em evidente estado de desagregação, de um lado, e muitos dos seus elementos se encontram em processo de edificação, de outro lado. Exemplo disto é que, se temos um quadro de instituições que se esvazia, também possuímos um conjunto de experiências e de conhecimentos sendo organizados. E no momento em que esta síntese puder ser adequadamente elaborada, teremos naturalmente a restauração daquele quadro de conhecimentos clássicos e perenes dos Antigos.
Esta seria a questão filosófica e existencialista de tratar da crise humana. Contudo, a perda do paraíso esteve centrada, notadamente, na questão do homem e da mulher, aquilo que eles esperam e buscam realmente um no outro, representando tal coisa um dos fulcros da organização do Paraíso. E com isto, encontramos um importante foco desta obra, através da Psicologia profunda pela análise plural da questão sexual tendo em vista e realidade do amor...
.
Clique na capa para ver maior
HOME

Tradição & Transmissão


Luís A. W. Salvi, Editorial Agartha, 2011, 320 p., R$ 50,00
.
A Tradição é algo que acompanha a evolução do mundo, servindo-lhe como uma estrutura de organização interna. A transmissão desta Tradição, permite que tal ordem se traduza em progresso ativo.
A manutenção da Tradição depende da integração dos três centros: a Divindade, a Hierarquia e a Humanidade. Esta é a verdadeira base da transmissão, que atravessa um primeiro degrau entre a Divindade e a Hierarquia chamado de “Tradição Primária”, e um segundo degrau entre a Hierarquia e a Humanidade chamado de “Tradição Secundária”.
Existem períodos especiais para a manifestação da Tradição Perene, e os tempos chegados são desta natureza, para investigar e viver a fundo estas realidades embrionárias geradas por revelação, para logo adiante se poder aplicar coletiva e institucionalmente. Devido a integrar este contexto, é legítimo o espírito de apologia que perspassa a presente obra, pois revela um espírito tradicional em ação.
.
Clique na capa para ver maior
PEDIDOS

O Sexto Sol - Os horizontes da humanidade após 2012


Luís A. W. Salvi, Editorial Agartha, 2011, 464 p., R$ 65,00
.
O Sexto Mundo de evolução -como também o chamavam os maias-nahuas-, o Sexto Sol ou a Sexta Raça-raiz dos teósofos, foi anunciado por muitas tradições, escolas e videntes, concentrando o foco esotérico das transições atuais. Tem-se falado muito sobre a “transição dos tempos”, porém agora ela finalmente se afigura de uma forma concreta e positiva, não somente sob as catástrofes que obrigarão o ser humano a questionar os seus valores e a repensar o seu modelo de civilização, como também pelo amadurecimento da espiritualidade e a síntese que se apresenta para possibilitar o surgimento do novo.
Os tempos chegados em 2012, representam o começo da ascensão humana em direção à luz. O chamado “Sexto Sol” dos maias-nahuas, celebra o aprendizado da humanidade de empregar de forma correta o seu livre-arbítrio, para assim tornar-se o homem um verdadeiro filho-de-Deus, com sentido de Hierarquia e aspiração pela unidade, sabendo-se um elo entre o céu e a terra.
O Sexto Sol é um novo lance na evolução da humanidade e da civilização, assim como da hierarquia e, de certa forma, também da própria divindade. O foco central é racial, centralizado num dado continente –no caso, as Américas-, portanto, mas não a ele delimitado, porque a cultura superior se destina a irradiar pelo mundo. A sexta-raça raiz representa, pois, a busca da iluminação plena no plano do espírito e da cosmificação da consciência no plano da alma, assim como da unificação planetária na esfera das instituições.
Esta é, pois, uma obra propositiva, que ainda assim não pretende esgotar nenhum assunto, antes servindo para dar indicações sobre as fontes verdadeiras de informações, ao mesmo tempo em que apresenta novas sínteses do conhecimento sagrado. O resultado é um pequeno “tratado” sobre ciência calendárica, servindo para sinalizar a chegada de um momento em que tais sabres tradicionais são por fim revividos.
.
Clique na capa para ver maior
PEDIDOS
Home

A Religião da Vida


Luís A. W. Salvi, Editorial Agartha, 2011, 308 p., R$ 45,00
.
A Religião da Vida é, em nossos dias, não outra coisa do que a promessa da salvação segura, através da iluminação já nesta existência, nos termos mais cabais possíveis.
O homem moderno, premido pelo cientificismo, não pode voltar ao tempo da fé cega e ao seu estágio pré-racional, por isto necessita ter a visão objetiva de que a iluminação é uma realidade clara e tangível, não meramente subjetiva, mas capaz de gerar amplas transformações na sua vida e no mundo. O expoente da nova raça já não quer uma promessa de salvação, ele quer ter a certeza da sua redenção, sem mais esperas.
Com esta ampla perspectiva, a presente obra propõe realizar um resgate e um avanço no corpo das revelações espirituais do mundo. O resgate inclui não apenas revivificar o espírito de religiões mais recentes (Cristianismo, Budismo), como também trazer de volta antigas dispensações vinculadas a conceitos como o de Éden ou Paraíso, onde havia uma perfeita harmonia entre Deus, Homem e Natureza.
.
Clique na capa para ver maior
PEDIDOS
HOME

Noozonas - Bases da Noosfera.


Luís A. W. Salvi, Editorial Agartha, 2011, 250 p., R$ 40,00
.
Noozona é uma região organizada tendo em vista a prática de uma cultura superior, isto é, socialmente justa, ecologicamente sustentável e espiritualmente elevada.
A Noozona deve preservar um equilíbrio perfeito entre campo e cidade, ou entre Civilização e Natureza. De fato, as Noozonas são áreas de conexão com o grande Kosmos, servindo assim de alavancas para acionar a Merkabah ascensional planetária, a partir do momento em que se pratique a verdadeira ascensão nestas áreas.
O objetivo é contribuir no repensar as estruturas sócio-culturais do planeta, aportando uma nova dimensão aos debates, baseado nos sólidos e ricos elementos que a Tradição de Sabedoria vem oferecer.
Vê-se daí quão rico é o tema da Noozona, justificando a abordagem plural desta obra, capaz de envolver também a evolução espiritual humana e a mudança dos seus ciclos de evolução, registrados através dos calendários raciais e mundiais. A tudo isto a Geosofia serve de base, conformando a trilogia tradicional Céu, Homem e Terra.
.
Clique na capa para ver maior
PEDIDOS
HOME

Genese - Tratado Teologia Política


Luís A. W. Salvi, Editorial Agartha, 2011, 460 p., R$ 65,00
.
Ordo ab chaos: para chegar a ser efetiva e renovadora, a Criação surge do caos. Existe um momento para realizar o chamamento da ressurreição. Quando é alcançado o consenso dominante de que o Caos está instaurado (e este seria um dos significados de datas como a de 2012), chega a hora da mudança também começar a se organizar, muitas vezes através da organização de uma semente de renovação, como uma escola iniciática universalista, com propensões à multiplicação como as colméias de abelhas trabalhadoras e este é o modelo consagrado pela História.
Estamos tratando, pois, de mudanças sociais. Neste caso, qual a diferença entre “criação” e “revolução”? As diferenças são realmente muitas, de método e de espírito. Aliás, a palavra “espírito” pode ser a grande chave do tema. As revoluções são laicizantes, materialistas e até culturalmente redutivas, face o estado de estagnação do modelo anterior. Ao passo que a criação é uma ascensão cultural, dentro da concepção absoluta da cultura, não sujeita a relativismos e preconceitos. Criação é abrangência e inclusão, e não redução ou exclusão.
Assim, um dos propósitos desta obra, é trazer esclarecimentos e desfazer equívocos em torno deste sagrado, eterno e necessário conceito cíclico. Na certeza de que a solução para a debilidade do Sol do crepúsculo de antanho, nunca estará na extinção de sua luz, mas em torcer pela chegada de um novo Sol na aurora por vir.
.
Clique na capa para ver maior
PEDIDOS
HOME

O Calendário Astrológico


Luís A. W. Salvi, Editorial Agartha, 2011, 252 p., R$ 40,00
.
Ignora-se quase totalmente hoje a profunda vocação integradora e coletivista da astrologia, assim como a função dinamizadora e evolutiva de seus códigos. O interesse em “levantar horóscopos” pessoais ou horários deriva deste individualismo.
No entanto um calendário também é um horóscopo em evolução, no caso, um tema grupal, posto ter data e local de fundação, baseada em algum evento coletivo ou de importância social.
O calendário é em si um programa evolutivo a ser seguido criteriosamente. Cumprir e honrar este programa é a base de coerência de uma civilização, o que, em nosso caso, já seria dar um grande passo.
Não há porque se ter apenas um calendário se as energias percorrem estruturas e ritmos de tempo distintos. Possuímos várias dimensões dentro de nós, e cada uma possui a sua própria métrica evolutiva e tem contornos gerais específicos. Por esta razão, as culturas antigas não raro possuíam vários calen­dários paralelamente, pelo menos dois: o civil-lunar e o religioso-solar.
Diferentes calendários e sistemas zodiacais também serão estudados nesta obra. E é também a oportunidade de comparar três sistemas tradicionais: mandala, calendário e zodíaco, que nas sociedades tradicionais estão intimamente fundidos e identificados.
.
Clique na capa para ver maior
PEDIDOS
HOME